Política

Mata de São João: Vice-prefeita chama de “improcedente” investigação sobre irregularidade no pagamento de diárias

[Mata de São João: Vice-prefeita chama de “improcedente” investigação sobre irregularidade no pagamento de diárias]
12 de Setembro de 2019 às 12:01 Por: Reprodução / Google Street View Por: Adelia Felix 0comentários

Vice-prefeita de Mata de São João e ex-presidente da Câmara Municipal da cidade localizada na Região Metropolitana de Salvador, Luciene Tavares Cardoso (DEM), conhecida como Lulu, disse por meio de nota enviada ao BNews que é “improcedente” a denúncia de supostas irregularidades no pagamento de diárias a servidores durante sua gestão na Casa Legislativa.

Nesta semana, a reportagem publicou que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou dois inquéritos civis para investigar possíveis irregularidades no pagamento de diárias a servidores. Um deles é referente a gestão de Alexandre de Lima Rossi, em 2013. Outro pagamento supostamente irregular teria ocorrido, em 2011, quando a Casa era administrada por Lulu. Os casos não foram detalhados pelo órgão.

No comunicado, a democrata destaca que teve todas as nossas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA). Ela também argumenta que órgão chegou a investigar o mesmo caso que acabou arquivado. Ainda de acordo com a ex-presidente da Câmara, enquanto gestora da Casa Legislativa, no biênio 2011/2012, houve a devolução R$ 797.466,34 aos cofres públicos municipais. Com o recurso, ela detalha que foi construído pelo município o prédio onde funcionam os gabinetes dos vereadores.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas