Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Eleições

Terra Nova: MP-BA dá parecer favorável à remoção de publicações em rede social de prefeita; veja

[Terra Nova: MP-BA dá parecer favorável à remoção de publicações em rede social de prefeita; veja]
06 de Outubro de 2020 às 11:49 Por: Reprodução/Redes Sociais Por: Yasmin Garrido

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) deu parecer favorável ao deferimento da liminar que pede o reconhecimento de propaganda eleitoral antecipada da prefeita de Terra Nova, Neide de Paizinho (PL), que concorre à reeleição, bem como à retirada de conteúdo das redes sociais da gestora, sob a pena de pagamento de multa prevista em lei.

O parecer acontece em Representação por Propaganda Institucional Irregular feita contra a prefeita pela Comissão Provisória do Partido Progressistas do município. De acordo com a inicial, a gestora veiculou “propaganda em rede social oficial do município (Instagram), e em rede pessoal”, com “divulgações de vídeos e mensagens, com vistas ao favorecimento no pleito eleitoral de 2020”.

Ainda na petição é narrado que a Prefeitura de Terra Nova publicou diversas fotos de obras realizadas e bens adquiridos durante a gestão de Neide de Paizinho e, em algumas delas, é possível notar o uso da logomarca oficial do município, além de ter feito publicação idêntica à outra divulgada em perfil pessoal da candidata à reeleição.

“Outrossim, constata-se da inicial diversas mensagens no site oficial do município publicadas em diversas datas, no primeiro semestre de 2020, constituídas por propaganda institucional que permanecem em veiculação até a presente data, em período vedado pela legislação eleitoral, que proíbe a publicação e permanência de tais publicidades nos sites institucionais nos três meses anteriores ao pleito eleitoral, fatos estes ocorridos no presente caso”, escreveu a promotora eleitoral Renata Soares Tallarico.

Clique aqui e leia na íntegra o parecer do MP-BA.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso