Justiça

Após acordo no CNJ, Estado deve pagar mensalmente mais de R$ 60 milhões a TJ-BA

[Após acordo no CNJ, Estado deve pagar mensalmente mais de R$ 60 milhões a TJ-BA]
Por: Agência Brasil Por: Yasmin Garrido 0comentários

Após acordo firmado junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Estado da Bahia deverá pagar, mensalmente, ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) o valor mínimo de R$ 40 milhões, que, se somado às custas dos depósitos judiciais, pode chegar a mais de R$ 62 milhões. O montante deverá ser utilizado ao pagamento de precatórios ao longo de 2020.

De acordo com o que ficou decidido perante o CNJ, os recursos oriundos dos depósitos judiciais serão destinados na proporção de 50% para os acordos judiciais e envolvem as dívidas vencidas e vincendas do período entre 2017 e 2019.

Ficou acertado, ainda, que o acordo representa o plano de pagamento das obrigações referentes ao regime especial de responsabilidade do Estado da Bahia durante o ano de 2020.

O acordo foi firmado em 10 de janeiro e publicado, nesta segunda-feira (20), no Diário de Justiça da Bahia. No entanto, ainda é necessário aguardar a homologação do feito pelo Plenário do Conselho Nacional de Justiça.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas