Justiça

Julgamento do STF sobre operações policiais em comunidades é adiado

Nelson Jr./SCO/STF

Publicado em 25/11/2021, às 20h12    Nelson Jr./SCO/STF    Redação BNews

O julgamento pelo STF (Supremo Tribunal Federal) sobre operações policiais em comunidades do estado do Rio de Janeiro durante a pandemia foi adiado para 2 de dezembro. De acordo com O Antagonista, a discussão estava na pauta de hoje (25), mas não foi analisada por causa do julgamento do marco legal do saneamento básico.

A análise pela Corte foi suspensa em maio, após o ministro Alexandre de Moraes pedir vista do caso e devolveu a questão em outubro.

Por enquanto, somente Edson Fachin, relator da ação, apresentou seu voto. Ele determinou que o governo do Rio de Janeiro envie à corte, em até 90 dias, um plano para reduzir a letalidade policial e controlar violações de direitos humanos pelas forças de segurança do estado.

Leia também: STF marca para próxima semana julgamento sobre caso da 'rachadinha' de Flávio Bolsonaro

Diretores do Banco do Nordeste entram na mira no MP; saiba mais

Daniela Borges é a nova presidente da OAB-BA

Chacina no Salgueiro

Uma operação da Polícia Militar do Rio no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, terminou com, pelo menos, oito mortos, sendo dois sem passagem pela polícia. A chacina aconteceu um dia após a morte de um policial.

Todos os corpos foram retirados pelos próprios moradores, após uma operação que durou 33 horas, em uma região de mangue da comunidade.

Além da Polícia Civil, a Polícia Militar afirmou que abriu um IPM (Inquérito Policial Militar) para apurar as circunstâncias da ação e que colabora com as investigações. O Ministério Público instaurou um PIC (Procedimento Investigatório Criminal) próprio para investigar a ação.

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre