Manifestação

Clientes protestam e MRV nega atraso na entrega de imóveis em Vila de Abrantes

Clientes do Condomínio Parque Sun Castle protestaram no stand da construtora na manhã deste sábado (16)

Publicado em 17/01/2016, às 09h57    Paulo M. Azevedo / Bocão News    Redação Bocão News (Twitter: @BocaoNews)

Só mudou o nome do condomínio, mas o problema é o mesmo. Assim como em novembro, quando clientes da construtora MRV protestaram contra o atraso na entrega dos apartamentos do Condomínio Parque Sun Palace, os futuros moradores do empreendimento vizinho, o Sun Castle, também estão na bronca pelo mesmo motivo. Por isso, na manhã deste sábado (16), eles resolveram protestar na porta do stand da construtora, instalado na Estrada do Coco, em Lauro de Freitas. Conturo, construtora e Embasa negam atraso.
Segundo os clientes, a primeira data de entrega passada pela MRV foi para 11 de setembro de 2015. Sem cumprir o prazo, um outro prazo foi estipulado em assembleia. Assim, os apartamentos seriam entregues no dia 19 de dezembro, o que também não aconteceu e causou a revolta dos clientes. 
Porém, tem cliente que afirma que a espera já passou de um ano. É o caso de Henrique Reis, que ainda reclama de defeitos no apartamento e cobranças abusivas por parte da construtora. Já para Gabriela Miranda, a espera está sendo ainda mais árdua. Segundo ela, o primeiro prazo que lhe foi dado foi para outubro de 2014.
"MRV roubou os nossos sonhos. Nossas vidas estão paradas por causa da MRV. Eu tive que adiar meu casamento porque meu apartamento ainda não foi entregue. Eu também tinha feito planos para engravidar e também não tive como realizar por causa do atraso da MRV", bradou. 
Se as coisas estão ruins para quem pretende engravidar, imagine para quem já está à espera de um bebê. Como é o caso de Magaly de Castro, grávida de sete meses, há seis esperando a entrega do apartamento. "Todas as coisas que comprei e ganhei eunão estou tendo onde guardar", relatou. 
Além do atraso na entrega dos apartamentos, problemas como atraso das vistorias, más condições de itens do imóvel, como portas, vasos sanitários, pias, também são relatados pelos clientes. E os transtornos não param por aí. Jorge Alex reclama do valor das parcelas. "Eu já estou pagando parcela fixa como se tivesse já morando no apartamento sem nem ter sonhado em ver a chave".
A reportagem do Bocão News teve contato com representantes da MRV, inclusive com o gestor de vendas BA/SE, Luís Monteiro, que negou atraso na entrega. "A entrega está dentro do prazo. Não existe atraso", afirmou ao justificar a não entrega. "Estamos dependentes de uma obra da Embasa. Se eles têm que protestar, deveriam protestar na porta da Embasa. A construtora está dentro do prazo e não tem culpa de os apartamentos ainda não terem sido entregues", explicou.
Segundo representantes da construtora que estava no local, a obra citada pelo gestor trata-se de uma barragem, que teve as obras atrasadas e que a construção está sendo finalizada. Ainda de acordo com a MRV, o problema é o mesmo que aconteceu com o outro empreendimento, Sun Palace, que foi entregue praticamente sem água, tendo abastecimento através de carros pipa contratados pela MRV.
A reportagem entrou em contato com a Embasa, que respondeu: "A Embasa informa que assinou um convênio com a MRV prevendo que a extensão de rede distribuidora de água para atender os residenciais do MCMV, em Vila de Abrantes, seria implantada mediante a entrega do material (tubulações) pela Embasa e o fornecimento de mão-de-obra e equipamentos por parte da construtora. O prazo de conclusão dessa obra, de acordo com o documento, é em fevereiro deste ano". A MRV também nega o atraso e reitera que o prazo para entrega da obra expira em fevereiro.
Publicada no dia 16 de janeiro de 2016, às 13h17

Classificação Indicativa: Livre