Mundo

Ataques russos próximos a Kiev atingem aeroporto e hotel; cidade fica sem luz

Divulgação/Gabinete do Presidente da Ucrânia

A cidade de Chernihiv ficou sem luz após os ataques feitos por dois dias seguidos à rede elétrica

Publicado em 12/03/2022, às 09h00    Divulgação/Gabinete do Presidente da Ucrânia    Redação BNews

Locais próximos à capital ucraniana de Kiev sofreram ataques aéreos da Rússia, nas primeiras horas deste sábado (12), que provocaram danos e causaram mortes. A informação foi divulgada por autoridades locais.

Em Chernihiv, ao norte da capital, o tradicional hotel Ucrânia foi atingido durante a noite. “Estou aqui agora. Não há mais hotel. As forças russas continuam a lançar ataques aéreos e com mísseis na cidade de Chernihiv. Civis estão morrendo, muitas pessoas estão sendo feridas. O inimigo bombardeia a infraestrutura civil, onde não há militares”, disse Vyacheslav Chaus, chefe da administração da região de Chernihiv.

As forças russas têm se aproximado de locais próximos a Kiev há mais de uma semana. A cidade é o principal alvo do presidente Vladimir Putin.

Leia mais:

Ainda de acordo com Chaus, Chernihiv está sem "eletricidade, quase não tem água, gás e calor". Na sexta (11), a região já havia sido atacada e foram feitos esforços para restaurar a rede elétrica, que logo depois foi danificada novamente. 

Um depósito de combustível foi flagrado em chamas e o aeródromo militar foi fortemente danificado, de acordo com o Ministério da Defesa. A prefeita de Chernihiv, Nataliia Balasynovych, disse no Facebook que, "por volta das 7h da manhã, forças inimigas bombardearam a cidade de Vasylkiv. Oito mísseis atingiram o aeroporto. Como resultado dos ataques com mísseis, o aeroporto foi completamente destruído, a pista foi destruída". 

Ela acrescentou que “um depósito de munições também explodiu. As munições ainda estão detonando porque um dos mísseis atingiu o depósito. Um depósito de combustíveis e lubrificantes também foi destruído. Como resultado, a capacidade do nosso aeroporto foi completamente eliminada”.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão

Classificação Indicativa: Livre