Mundo

Fotossíntese humana: Influenciador confessa ter matado filho ao tentar 'alimentá-lo' com luz solar

Reprodução/Redes sociais
Influenciador usou o próprio filho para tentar comprovar que bebê poderia sobreviver apenas com luz solar  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Redes sociais

Publicado em 17/04/2024, às 18h46   Victória Valentina



Um influenciador russo se declarou culpado, no último domingo (14), por matar seu filho recém-nascido de fome após tentar alimentá-lo apenas com a luz do sol. Maxim Lyutyy, de 44 anos, deixou a criança sem comer e sem beber água para testar a teoria de que humanos podem se alimentar apenas de luz, assim como as plantas que fazem fotossíntese.

Segundo informações da mídia russa, o bebê morreu de desnutrição  seu corpo pesava menos de 1,5 kg quando foi encontrado, em março de 2023. Lyutyy foi condenado a oito anos de prisão.

A mãe do menino, por sua vez, recebeu uma pena de 2 anos de trabalhos comunitários, pois alegou que era manipulada pelo influenciador em um relacionamento abusivo. Ela alegou ainda que tentava alimentar os filhos às escondidas, mas como ela tinha anemia havia poucos nutrientes em seu leite.

Ainda segundo a mídia russa, a criança nasceu em casa e ainda não havia sido registrado. Ela foi levada ao hospital em 5 de março, quando não conseguia mais respirar e começou a ter convulções.

No tribunal, o influenciador admitiu parcialmente a culpa, mas afirmou que não proibiu a esposa de alimentar o filho. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp