BNews Pet

Independentes e superinteligentes, as calopsitas vão fazer você se apaixonar

[Independentes e superinteligentes, as calopsitas vão fazer você se apaixonar]
02 de Março de 2021 às 12:05 Por: Arquivo pessoal Por: Jones Araújo*

Independentes e superinteligentes, a calopsita pode ser uma das principais escolhas para quem deseja ter uma ave de estimação em casa. Elas são espaçosas, podem ser criadas tanto soltas, como dentro de grandes gaiolas. Integrantes do gênero dos psitacídeos, mesmo dos papagaios, esses animais gostam de estar constantemente perto do dono e até aprendem bons truques, quando treinados. Na casa da estudante de arquitetura Mailane Querino,  a ave de nome Orion, por exemplo, tem gestos carinhosos que, para a dona, são apaixonantes.

“Orion avisa quando minha mãe está chegando, ele abaixa a cabeça para receber carinho. Quando minha tia vem aqui ele canta só para ela um tipo de música, quando ele quer alguma coisa ele pede, se eu canto ele canta junto, se meu pai espirra e ele ouve ele imita”, afirma a estudante que também cria outra calopsita, a fêmea que tem o nome Fowks.

Ela explica que após a chegada das aves na residência dela, toda a família teve que se adaptar, porque, apesar de serem animais apaixonantes, eles se assustam com facilidade. Então foi necessário uma mudança de rotina para garantir o bem-estar de Orion e Fowks. “Na hora de dormir tem que deixar em um local escuro se não elas cantam, o tamanho da gaiola tem que ser espaçoso o suficiente para elas abrirem as asas. Elas precisam de cuidados, quando ficam doente tem que levar no veterinário”, afirma Mailane. 

Já na alimentação das calopsitas, ela explica que faz um mix de sementes, intercalado com frutas, verduras e legumes. “Orion gosta muito de cenoura”, diz. Ela completa que há uma necessidade de se ter mais custo com as aves. “Quem está pensando em criar, dá uma pesquisada primeiro, veja as necessidades. É um gasto porque é uma ave que precisa de uma área grande, que geralmente é mais cara. Ter brinquedos porque eles tem um bico torto e gostam de roer, principalmente madeiras”, orienta a estudante. 

Mailane também alerta sobre o respeito que os donos devem ter com o tempo destes animais e a importância de ter economias para eles.  

“Tenha paciência, porque eles não são animais que são para ficar o tempo todo na mão. Eles têm os momentos deles, que não querem ficar no colo de ninguém. E importante ter um dinheiro guardado para caso de ter uma emergência, para ir ao veterinário, para algum tipo de remédio ou até para comprar brinquedos, porque eles roem muito. Se você não gosta de barulho eu não recomendo [criar as aves] porque eles são muito barulhentos, é mais fácil o macho cantar do que as fêmeas, que gritam bastante”, finaliza.

*Colaborou o jornalista Jones Araújo em parceria com a Editoria BNews Pet

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar