BNews Pet

Entenda por que não devemos aparar os bigodes dos cães e gatos

[Entenda por que não devemos aparar os bigodes dos cães e gatos]
12 de Março de 2021 às 12:36 Por: Reprodução Por: Adelia Felix

Nós chamamos de bigode, mas o nome do órgão sensorial próprio de certos animais, principalmente mamíferos, chama-se vibrissa. Em gatos e cachorros, as vibrissas que dão a aparência de ter bigodes são as mais comuns, mas, elas podem estar localizadas em diversos pontos, a nível labial, mandibular, supraciliar, zigomático e no "queixo". Nos humanos, as vibrissas correspondem aos pelinhos do nariz.

De acordo com o médico veterinário, Fernando Oliveira, os bigodes servem como "meio de contato para os animais", através deles, cachorros e gatos percebem o mundo ao seu redor. "Para os felinos eles são muito importantes, sim. Servem como localizador, contato com estruras que estão ao redor dele. É como se fosse o quinto olho", explica em entrevista ao BNews.

Segundo o especialista, no gato, o corte dos bigodes pode prejudicar sua noção de espaço. Um felino com o bigode cortado vai se sentir "perdido e desorientado". Ele pode se machucar, por exemplo, ao calcular mal um salto ou ficar preso em algum lugar por perder a noção do próprio tamanho. O psicológico do gato também pode ser atingido, afinal, esse tipo de situação tende a causar sentimentos como frustração e irritabilidade.

Ainda de acordo com veterinário, as vibrissas ajudam os cães a medir as distâncias no escuro, uma vez que as correntes de ar percebidas pelas vibrissas permitem uma ideia sobre o tamanho dos espaços e a localização dos objetos. As localizadas acima dos olhos protegem a visão dele de possíveis objetos ou lixo, uma vez que entram em contato com elas primeiro e fazem o cachorro piscar. 

Os tutores devem evitar interagir demais com os bigodes desses animais, pois os pelos são sensíveis e qualquer contato pode ser sentido. Você pode comprovar que quando toca nessa parte do peludo, ele desvia do seu toque ou afasta o rosto para longe de sua mão. Não é doloroso, mas esses toques podem ser irritantes por causa da reação do nervo sensorial ao movimento.

Por causa da tamanha importância para esses nossos amigos de quatro patas, nunca se deve cortar ou aparar os bigodes. Confira mais sobre as funções desses sensores.

Cães
- Funciona como antena ajudando o animal em uma comunicação com outra espécie, agressões, dispersão de feromônios, aquisição de comida e até mesmo para manter a cabeça dele erguida durante a natação;
- As vibrissas do queixo ajudam o cão a "ver" o que está bem embaixo da cabeça dele. Os pelinhos especiais ajudam, por exemplo, o peludo a calcular a distância da boca ao prato de comida e água, ou quão próxima está a cabeça dele do chão quando está farejando, etc.
- Os bigodinhos que ficam bem acima dos olhos dos cães têm função protetora uma extensão dos seus cílios, protegendo os olhinhos de qualquer dano através do reflexo de uma piscada.

Gatos
Atua no equilíbrio do animal dando ótima noção de espaço. O comprimento do bigode, na maioria dos animais, corresponde à mesma extensão da parte mais larga do corpo do felino. Isso faz com que o felino consiga calcular distâncias e percursos com mais eficiência. Por isso, ele sabe exatamente por onde passar sem se machucar ou ficar preso. Em gatos acima do peso, essa noção espacial pode ser prejudicada.

Serve como antena. Os fios formam um órgão tátil que vibra sob qualquer alteração do ar no ambiente. Cada filamento que sai do focinho tem raízes profundas em uma área cheia de células sensoriais. Isso possibilita a percepção de informações como força e orientação do vento, e o gato não fica refém de outros sentidos, como a visão e a audição, para caçar ou enfrentar possíveis ameaças.

Os bigodes foram aparados, e agora?
Se por algum motivo alheio à vontade do pet ou da mãe natureza (esses pelos caem para que novos nasçam), os filamentos foram cortados, não se preocupe, cães e gatos não vão andar em círculo. Os fios crescem novamente. Mas, assim como o tutor espera por um longo tempo seu cabelo crescer, nossos amigos de bigode aparado também ficarão à mercê do tempo. Até lá, só tenha paciência com a desorientação momentânea que eles podem ter no início. 


 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar