Polícia

Acusado de matar PM em shopping na Paralela vivia com documento falso em Sergipe

Alberto Maraux/Divulgação

O único integrante da quadrilha foragido é Michel da Silva Nascimento, segundo a SSP

Publicado em 15/02/2019, às 14h29    Alberto Maraux/Divulgação    Redação BNews

Um dos responsáveis pela morte do subtenente da Polícia Militar Fabiano Fortuna da Silva, 40 anos, ocorrida em setembro de 2017, foi apresentado nesta sexta-feira (15) para a imprensa. O 10 de Copas do Baralho do Crime da SSP, Luís Eduardo Santos Ribeiro, o 'Chapão', usava documentos falsos, na cidade de Aracaju, em Sergipe, onde se escondia.

Segundo a Secretaria da segurança Pública (SSP-BA), o suspeito foi localizado em uma ação integrada da Força Tarefa que Investiga Morte de Policiais com a Polícia Civil de Sergipe. Chapão e mais três comparsas participaram da morte do PM.

Além dele já foram capturados, julgados e condenados Eduardo Santos de Araújo e Marcelo de Moura Fernandes. Ambos com sentença de 29 anos de detenção.

O único integrante da quadrilha foragido é Michel da Silva Nascimento, o 8 de Ouros do Baralho do Crime da SSP, que foi o autor dos disparos que acertaram Fortuna. Ele possui mandado de prisão em aberto.

Ainda de acordo com a SSP-BA, Chapão, Eduardo e Marcelo contaram, em depoimentos, que estavam no banco procurando uma vítima que realizasse saque diferenciado de dinheiro. Disseram ainda que não sabiam que se tratava de um policial.

Classificação Indicativa: Livre