Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Polícia

Saiba como se livrar de golpes da internet com dicas de especialista em crimes cibernéticos

[Saiba como se livrar de golpes da internet com dicas de especialista em crimes cibernéticos ]
21 de Novembro de 2020 às 05:50 Por: Marcelo Camargo/Agência Brasil Por: Yasmim Barreto

Cada vez mais comuns, os golpes na internet podem atrair todas as pessoas, basta estar um pouco mais desatento e clicar em um link indevido. Isso aconteceu com a mãe da engenheira química, Rafaela Poppe, que acabou sendo segunda vítima ao realizar um depósito de R$ 1.000 na conta de sua mãe, após uma conversa no WhatsAPP, que foi clonado.(Veja o caso aqui)

Apesar de atrativos, dá pra se livrar dos hackers que utilizam de links suspeitos para invadir o smartphone dos usuários, através das dicas do coordenador do Grupo Especial de Repressão a Crimes por Meios Eletrônicos, da Polícia Civil da Bahia, João Cavadas. Confira abaixo.  

  • Não clique em link ou SMS que seja suspeito e que você não tenha confirmação veracidade;
  • Se recebeu um link suspeito delete imediatamente para não correr o risco de clicar; 
  • Caso tenha recebido uma mensagem no WhatsApp de algum conhecido solicitando transferências ou pagamentos de boletos, faça perguntas primárias (ex: nome completo, data de nascimento) ou específicas que só você e a outra pessoa, de fato, saberiam “tente ligar também, porque a ligação não é bloqueada ou até mensagem de texto, tenta estabelecer um canal de comunicação com a pessoa”, disse dr João Cavadas; 
  • Verifique os dados bancários para qual você está depositando o dinheiro. 

Além disso, o especialista em crimes cibernéticos deu uma dica extra para os criminosos não terem acesso aos dados pessoais do seu smartphone e computador. Leia

  • Troque as senhas de tudo que você usa no celular: e-mail, senha de banco, redes sociais;
  • Instale e desinstale os aplicativos;
  • Formate o telefone a cada seis ou sete meses. “Uma série de cuidados que dá trabalho, mas são necessários para garantir a sua segurança”, completou Cavadas.  
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso