Polícia

Menino de 11 anos que era mantido acorrentado em um barril de aço é resgatado

Divulgação/ Polícia Militar

Durante o período que esteve privado de liberdade a vítima comeu as próprias fezes

Publicado em 31/01/2021, às 16h54    Divulgação/ Polícia Militar    Redação Bnews

Uma criança de 11 anos que era mantida em cárcere privado com as mãos e pés acorrentados dentro de um barril de ferro foi resgatada por policiais militares em Campinas, interior de São Paulo, neste sábado (30).

Os policiais chegaram na residência onde o menino era mantido privado de liberdade, um barraco que fica no Jardim Itatiaia, após vizinhos denunciarem o crime. Ele vivia nessas condições há pelo menos sete anos quando foi adotado por um casal, segundo apuração do site UOL. 

Ao portal, um dos PMs que acompanhou a ocorrência, o  2º sargento Mike Jason, disse que a criança era mantida dentro de um "cubículo" de tijolos, fechado por cima por uma telha ondulada de fibrocimento e uma pedra de mármore, para evitar que ele escapasse do local. 

"Quando chegamos, tivemos que usar ferramentas para cortar cabos que o mantinham amarrado. Era uma construção que ficava no topo do barraco, sujeito ao sol —e fazia muito calor quando chegamos, e também à chuva", disse.

Aos policiais, um dos responsáveis pela vítima, relatou que o menino era filho de uma mulher, usuária de drogas, com quem ele teve relação. A criança foi acolhida pelo suposto pai e a sua atual esposa após ser abandonado pela mãe biológica, mas um teste de DNA teria atestado a falsa paternidade. 

Após ser encontrada em estado de desidratação extrema, a criança foi levada para um hospital, onde relatou aos profissionais que o atenderam, que, após não ser alimentar por um longo período, comeu as próprias fezes.

O pai adotivo, a mãe e a filha do casal foram encaminhados à 2ª Delegacia de Defesa da Mulher de Campinas onde foram ouvidos por cerca de quatro horas. Segundo depoimentos, o menino teria um problema psiquiátrico e tinha recorrentes surtos. Para controlá-los, a decisão foi colocá-los em um barril. A família adotiva do garoto foi indiciada por tortura.

Classificação Indicativa: Livre