Polícia

Homem acusado de matar companheira e esconder corpo debaixo de cama é julgado em Salvador

Reprodução/ RecordTV Itapoan

Os dois viveram juntos por 25 anos, mas a vítima queria pôr um fim na relação, pois sofria com o controle e o ciúme excessivo do marido

Publicado em 04/11/2021, às 15h41    Reprodução/ RecordTV Itapoan    Redação BNews

Após quatro anos, o homem acusado de matar a facadas a doméstica Maria Lucília Santos, em Pernambués, está sendo submetido a júri popular nesta quinta-feira (4), em Salvador. Após cometer o crime, Orlando de Jesus escondeu o corpo da companheira embaixo da cama do casal e deixou um bilhete pedindo perdão.

Os dois viveram juntos por 25 anos, mas a vítima queria pôr um fim na relação, pois sofria com o controle e o ciúme excessivo do marido. No entanto, Orlando não aceitou e assassinou a mulher com diversos golpes de faca.

Uma das filhas do casal disse ao Balanço Geral que é muito difícil ter que reviver todo o trauma e que poucas pessoas sabem a dor que ela e seus irmãos carregam até hoje. A jovem contou que a avó chora muito com saudade da filha e a vida da família inteira se desestabilizou.

“Ele é um monstro, acabou com a família. Não é pai senão teria pensado nas filhas. Quero que ele pegue a pena máxima. Minha mãe gostava de trabalhar, de viver, era uma pessoa alegre. Deixou um vazio enorme. Ele é frio, fica pedindo perdão, alegando que minha mãe traía ele, mas é mentira. Ela sofria nas mãos dele”, relatou a filha.

Leia mais:

Classificação Indicativa: 14 anos