Polícia

Vocalista da Ghetto É Ghetto é acusado de homofobia

Imagem Vocalista da Ghetto É Ghetto é acusado de homofobia

"Eu quero que ele pegue esse dinheiro dele e enfie no c*", disse Chiclete

Publicado em 17/01/2013, às 06h43        Adelia Felix (Twitter: @adelia_felix)

O produtor musical, Betto Coelho, foi à delegacia da cidade de Cruz das Almas, nesta quarta-feira (16), para prestar queixa contra Danilo Trindade, o vocalista da banda Guetto é Guetto, conhecido como Chiclete Ferreira. Segundo o produtor que trabalha com o músico há mais de cinco anos, a confusão aconteceu no último domingo (13), no Solar Eventos, durante o show Encontro de Fenômenos. O vocalista teria se irritado com Betto Coelho, produtor do evento, e soltou a língua contra o produtor.
“Chegar onde a gente chegou, fácil não é. Fácil não é vocês sabem. Mas tem gente que gosta de tirar os outros como otário. E eu vou ser sincero. Eu não sou otário nem nas áreas dos outros e muito menos na minha. Tem um cidadão que chama Betto Coelho, que tira o músico de dentro de sua casa epega o dinheiro de vocês, bota no bolso e vai embora, como se eu ou todos que estão aqui fossem viado. E viado é ele. A gente está aqui, mas não está sem R$ 1 no bolso, não. Porque a gente trabalha pra ter. Agora, eu quero que ele pegue esse dinheiro dele e enfie no c... E independente de dinheiro a gente vai botar pra f..." continuou Chiclete Ferreira. Logo após as declarações ele ainda fez o público cantar: "Beto Coelho vai tomar no c...". 

E Chiclete prosseguiu com as acusações: "vê se paga aos seguranças primeiro para não tomar pau, viu? Ele é esperto acho até que o segurança ele paga logo. [...] Tem um f... grande para tanto dinheiro".

Ao Bocão News, Betto Coelho disse que Chiclete pode ter feito essas declarações por conta da demora para ele subir ao palco e fazer uma participação. “A banda que faria a participação com Chiclete atrasou e isso pode ter deixado Chiclete chateado", acredita o produtor que colocou ainda que pagou me
tade do valor acordado. Coelho acrescentou também que a produção de Chiclete tentou "apagar o incêndio": "depois a produção dele me procurou e disse que Chiclete estava com muitos problemas na cabeça".
Chiclete vai responder autuado por racismo, discriminação de gênero, injúria, difamação e calúnia, instigação à violência, dano moral e material contra Beto. A reportagemtentou entrar em contato com a produção de Chiclete mas não teve retorno.

Ouça o áudio aqui.

Publicada no dia 16 de janeiro de 2013, às 15h57

Classificação Indicativa: Livre