Polícia

Policiais acusados de sequestro e execução são presos em Salvador

Imagem Policiais acusados de sequestro e execução são presos em Salvador

Os militares que teriam matado sob encomenda, estão custodiados no Batalhão de Choque

Publicado em 16/01/2013, às 18h17        Redacção Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Os mandados de prisão temporária contra os policiais militares Alexandro Sena Gomes dos Santos, Rodrigo Carneiro de Alcântara e Elias Manoel dos Santos Júnior, cuja duração se encerraria na próxima sexta-feira (18), serão convertidos em preventivas pela Vara Criminal de Simões Filho, entre quarta e quinta-feira, desta semana.

O anúncio foi feito, nesta terça-feira (15), pelo delegado Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplus, responsável pelo pedido encaminhado à Justiça e responsável pelas investigações que revelaram o envolvimento dos três policiais na morte do assaltante Lucas Santos de Jesus, ocorrido no dia 2 de outubro de 2012.

O crime foi encomendado pelo garçom José Afrânio Souza Reis, de 42 anos, depois de ver seu estabelecimento comercial roubado por Lucas. O garçom, que também teve sua prisão convertida em preventiva, contratou os policiais, que eram lotados na 31ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valéria), para realizar o serviço. Os PMs sequestraram e mataram Lucas, jogando o corpo no município de Simões Filho.

Os policiais estão presos no Batalhão de Choque da Polícia Militar, em Lauro de Freitas, e o garçom José Afrânio encontra-se custodiado na carceragem da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), à disposição da Justiça. Todo o trabalho de investigação foi realizado conjuntamente entre o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa e a Corregedoria da Polícia Militar.

Classificação Indicativa: Livre