Polícia

Após alunos denunciarem ao Bocão, PM nega violência ou impedimento do ato

Imagem Após alunos denunciarem ao Bocão, PM nega violência ou impedimento do ato

A tropa especializada informou em nota que utilizou bomba de gás e balas de borracha

Publicado em 04/06/2013, às 18h00        Redação Bocão News (@bocaonews)

Professores e alunos da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC) realizaram uma manifestação, na manhã desta terça-feira (4), na Avenida Paralela, por conta do atraso no pagamento de salários, férias e recesso, o que está dificultado o andamento das atividades na instituição.

De acordo com um dos manifestantes, que conversou com a equipe do Bocão News, "a polícia chegou batendo. Até uma colega grávida passou mal. Por isso, tivemos que voltar para a faculdade e interromper o movimento", contou. O manifestante afirmou ainda que a PM não tentou negociar e usou os cacetetes contra os professores. Além

disso, houve manifestantes que receberam tiros de borracha dos policiais, conforme foto de leitor enviada à redação do site.

Em nota, enviada ao Bocão News, a Polícia Militar informa que "após o comando da 82ª CIPM negociar com estudantes da faculdade FTC na manhã desta terça-feira (4) para a liberação da Avenida Paralela, que havia sido interditada pelos alunos que realizavam uma manifestação, e esgotar todos os recursos de negociação, o Batalhão de Choque foi acionado e de forma rápida desobstruiu as vias. Para restabelecer a ordem pública, a tropa especializada utilizou bomba de gás e balas de borracha como técnica policial necessária no intuito de evitar o uso da força física, garantindo assim o direito de ir e vir dos cidadãos".




"A PM ressalta ainda que nenhum momento impediu os estudantes de realizar a manifestação, inclusive, sugeriu que a mesma fosse realizada no canteiro central da avenida paralela sem que houvesse a interdição do tráfego, o que não foi acatado pelos manifestantes".

Em Feira de Santana, os professores da FTC já decretaram greve. Entre as reclamações, além do atraso nos vencimentos estão o não pagamento do 13º salário e problemas com o depósito do FGTS. A paralisação oficial dos professores se dará amanhã.

As fotos da manifestação foram enviadas por leitores do Bocão News.


Nota originalmente postada às 14h do dia 4

Classificação Indicativa: Livre