Polícia

Polícia prende quatro suspeitos de roubar banco com marretas e pedras

Imagem Polícia prende quatro suspeitos de roubar banco com marretas e pedras

Dois deles já respondem por homicídio e são suspeitos de assaltos

Publicado em 15/08/2013, às 10h49        Redação Bocão News (twitter: @bocaonews)

Suspeitos de participação no roubo a agência do Bradesco, na avenida Barros Reis, invadida por um grupo de pelo menos 16 homens armados com marretas e pedras, no dia 6 deste mês, quatro homens foram presos, nesta terça-feira (13), no Matatu, a bordo de um Crossfox, branco, roubado. Segundo nota da Polícia Civil, dois deles já respondem por homicídio e são suspeitos também de terem assaltado, em maio, a Casa do Tricolor, loja que vende produtos oficiais do Esporte Clube Bahia, na Pituba.

Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) surpreenderam Juraci Alves Bispo Filho, de 26 anos, Paulo Roberto Junqueira Campos, 25, Lucas Pinto de Souza, 22, procedentes do subúrbio de Paripe, e Alessandro de Oliveira Santana, o “Vevéio” ou “Vega”, 24, residente na Vila Laura, no final da tarde, nas imediações do Conjunto Laura Catarina. Numa casa ocupada pelos criminosos, à rua Maria Joana, em Luis Anselmo, apreenderam dois revólveres de calibre 38, municiados, um deles com a numeração suprimida.

O delegado Fábio Luis Silva, plantonista da DRFRV, autuou os quatro assaltantes por receptação, porte ilegal de arma e formação de quadrilha, tendo encaminhado o grupo ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo o delegado Marcelo Sansão, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (1ª DH/Atlântico), Alessandro já responde a dois processos por assassinato e Juraci responde a um processo pelo mesmo crime. Lucas é investigado como participante de um homicídio na região do subúrbio.

“Veveio”, que também responde a inquérito policial por lesão corporal e porte ilegal de arma, e Juraci são apontados por investigadores da 6ª Delegacia Territorial (DT/Brotas), como dois dos criminosos que invadiram a loja do Bahia, na Avenida Manoel Dias da Silva. Eles e os comparsas Lucas e Paulo Roberto também podem estar envolvidos no assalto à agência bancária na Barros Reis, cuja investigação é conduzida pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR). O veículo Crossfox apreendido com o grupo fora tomado de assalto no domingo (11), na Ladeira do Cabula.


Nota originalmente postada às 19h do dia 14

Classificação Indicativa: Livre