Polícia

Agente que filmava mulheres em banheiro justifica ato com atestado de insanidade mental

Reprodução/Redes Sociais

O agente filmava suas colegas tomando banho e usando o vaso sanitário

Publicado em 28/04/2022, às 09h10    Reprodução/Redes Sociais    Redação BNews

Com o intuito de justificar as acusações de ter gravado vídeos íntimos das servidoras, que utilizavam o banheiro feminino para tomar banho ou usar o vaso sanitário, o agente socioeducativo, Rafael Oswaldo de Carvalho Arantes, anexou atestado de insanidade mental ao processo administrativo.

LEIA MAIS:  Viih Tube faz grave denúncia após sofrer assédio em camarote badalado na Sapucaí; entenda

De acordo com o Metrópoles, o agente foi indiciado pela Polícia Civil do Distrito Federal. O episódio ocorreu em fevereiro deste ano, na Unidade de Internação de São Sebastião, após uma servidora desconfiar do colega de trabalho, que costumava circular pelos pavilhões perguntando se as colegas não queriam tomar banho. “Ele dizia que ficaria no nosso lugar para que pudéssemos usar o banheiro. Foram realizados mais de 140 vídeos, os quais, inclusive, mostram que ele se masturbava enquanto assistia ao conteúdo”, detalhou a mulher.

Ainda conforme a publicação, mesmo afastado das funções, o servidor não perdeu o direito de receber salários.

Vale ressaltar também que, apesar do atestado de insanidade, nas redes sociais, Rafael Oswaldo ostenta uma vida de lazer e curtição, bem diferente de uma suposta condição de insanidade mental. Festas em barcos no Lago Paranoá e viagens fazem parte da rotina do “tarado do banheiro”. Uma das imagens, inclusive, foi registrada nesta terça-feira (26/3), no clube Cota Mil, quando Rafael navegava no Lago Paranoá.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre