Polícia

Biomédica acusada de aplicar substância que matou influenciadora digital é presa

Reprodução/Instagram
Grazielly Barbosa não tinha registro profissional no Conselho Regional de Biomedicina de Goiás  |   Bnews - Divulgação Reprodução/Instagram

Publicado em 03/07/2024, às 19h24   Gabriela Araújo



A biomédica Grazielly Barbosa, acusada de aplicar uma substância que matou a influenciadora digital Aline Maria Ferreira, de 33 anos, foi presa nesta quarta-feira (3), em uma operação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), da Polícia Civil de Goiás.

Na ocasião, os agentes identificaram que a clínica da biomédica, localizada em Goiânia, não tinha alvará sanitário. A Vigilância Sanitária foi acionada, e o local acabou interditado. Além disso, também foi constatado que Grazielly não tinha registro profissional no Conselho Regional de Biomedicina de Goiás.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp 

Familiares da vítima contaram que ela teve uma infecção generalizada após aplicação de polimetilmetacrilato (PMMA) nos glúteos. Aline morreu em um hospital privado da Asa Sul, onde estava internada desde sábado (29).

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp