Brasil

Caso Henry: Acusada de envolvimento na morte do filho é exonerada do TCM

[Caso Henry: Acusada de envolvimento na morte do filho é exonerada do TCM]
08 de Abril de 2021 às 22:36 Por: Reprodução/Redes Sociais Por: Redação BNews

Monique Medeiros da Costa, mãe de Henry e namorada do vereador Dr. Jairinho, acusada de envolvimento na morte do filho, foi exonerada do cargo que ocupava no gabinete do secretário, Luiz Guaraná, no Tribunal de Contas do Município (TCM) do Rio. 

De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, Monique ganhava R$ 14 mil. Ela é professora do município e estava cedida ao Tribunal.

Nesta quinta-feira (8), o delegado Henrique Damasceno, responsável pela investigação da morte do menino Henry Borel, afirmou ter certeza de que o vereador Dr. Jairinho, padrasto da criança, foi o autor das agressões que mataram o menino e de que a mãe dele, Monique Medeiros, foi conivente.

"Não resta a menor dúvida, em relação aos elementos que nós temos, sobre a autoria do crime, dos dois", afirmou o delegado. O padrasto e a mãe foram presos e indiciados por homicídio duplamente qualificado na manhã desta quinta. 

Matéria Relacionada

Caso Henry: "Não resta a menor dúvida sobre a autoria do crime", afirma delegado

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar