Polícia

Investigação aponta detalhes sobre cabeleireira encontrada morta ao lado da filha de 8 meses

Reprodução

Saiba o que se sabe sobre caso de cabeleireira encontrada morta em casa ao lado da filha de 8 meses na Sé, em SP

Publicado em 26/07/2022, às 11h23    Reprodução    Redação / BNews

O assassinato de Sandra Maria de Sousa Silva, de 34 anos, encontrada morta no último domingo (24) na região da Sé, Centro de São Paulo, começa a ser detalhado pela equipe de investigação da Polícia Civil. A filha da cabeleireira estava ao lado do corpo, dentro de um berço, com sinais de desidratação.

De acordo com informações da polícia, a vítima morava com a filha e trabalhava no Centro de São Paulo. A bebê é fruto de um relacionamento que já terminou. Ela ficou incomunicável desde a última sexta-feira (22). No domingo (24), uma amiga foi com um chaveiro até o apartamento da vítima, quando encontrou o corpo.

Sandra estava em cima da cama, com marcas de sangue na região do nariz e da cabeça, além de duas perfurações feitas por arma branca, de acordo com a Polícia Militar. O principal suspeito é o atual companheiro de Sandra, o mexicano Daniel Ospina Garcia, 30.

Em dois meses de relacionamento, a vítima chegou a desabafar com os familiares que sofreu agressões por parte do suspeito. Daniel Ospina ainda usava o nome falso de “Davi Rodrigues”, revelou a investigação. Ele chegou a ser flagrado deixando a cena do crime com objetos pessoais da cabeleireira.

Daniel Ospina Garcia está desaparecido. Ele tem quatro passagens por furto e tráfico de drogas. O suspeito ainda tem um processo de expulsão do Brasil emitido pela Justiça Federal.

A bebê de Sandra está com o pai, que pretende ficar com a guarda da filha, mas existe o desejo também da tutela por parte dos familiares da cabeleireira. O Conselho Tutelar irá definir o seu futuro.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre