Mundo

Vídeo: sede do maior jornal da Argentina é atacada com bombas 

[Vídeo: sede do maior jornal da Argentina é atacada com bombas ]
23 de Novembro de 2021 às 15:50 Por: Reprodução Por: Redação BNews

A sede do jornal “Clarín”, o maior e um dos principais da Argentina, foi atacada bombas caseiras nesta segunda-feira (22). A ação foi gravada em vídeo e, segundo o jornal, o ataque ocorreu às 23h.

Nas imagens feitas por câmeras de segurança, é possível ver que o grupo, do outro lado da rua, joga artefatos explosivos contra o edifício.

Leia também:

'Escândalo' e 'papelão'; veja repercussão da mídia argentina sobre suspensão de jogo com Brasil
Argentina: Clarín vai recorrer da decisão judicial sobre Lei de Mídia

O grupo é interrompido pela passagem de dois ônibus, mas depois volta a jogar coquetéis molotov contra o edifício que abriga o “Clarín”.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, disse em uma rede social que repudia o ato contra a sede do jornal e afirmou que a violência "altera a convivência democrática". O ex-presidente Mauricio Macri também se pronunciou: "O ataque é uma tentativa gravíssima de amedrontar um meio de comunicação e toda a imprensa. Um fato inaceitável que lembra as práticas violentas do passado. Eu repudio a agressão e me solidarizo”, disse.

O vídeo, informa o G1, foi levado para a Justiça para que se abra uma investigação.

Em nota, o Grupo Clarín afirmou que lamenta e condena o ato grave, que, inicialmente, parece ser uma expressão de intolerância contra um meio de comunicação.

Os bombeiros chegaram rapidamente, às 23h15, segundo o jornal. As chamas já tinham se apagado. Não houve feridos nem há danos materiais.

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar