Polícia

Mulher acusada de matar policial civil se entrega e alega desentendimento

[Mulher acusada de matar policial civil se entrega e alega desentendimento]
01 de Dezembro de 2018 às 15:04 Por: Divulgação Por: Redação BNews

Suspeita de ser a responsável pela morte do policial civil, o investigador Roberto Carlos Neves de Souza, 51 anos, na Região Metropolitana de Salvador, Laura Tavares de Oliveira, 29, se entregou à polícia, na tarde deste sábado (1), e alegou desentendimento entre o casal como motivação para o crime. 

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), a mulher compareceu na 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari e cumprirá mandado de prisão temporária.

O policial civil foi assassinado, na noite de sexta-feira (30), no bairro Bomba em Camaçari. 'Xuxa', como o investigador era apelidado, tentou buscar atendimento, após ser esfaqueado, mas acabou falecendo dentro do próprio carro.

As informações repassadas por Laura estão sendo apuradas pelos investigadores da 18ª DT.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar