Polícia

Técnica de enfermagem encontrada morta foi cobrar dívida de R$ 35 mil; veja vídeo

Montagem BNews

O corpo da técnica de enfermagem foi encontrado 8 dias após o crime

Publicado em 04/08/2022, às 08h08    Montagem BNews    Redação BNews

A técnica de enfermagem, Danyanne da Cunha Januário da Silva, encontrada morta, teria saído para cobrar dívida de R$ 35 mil. Segundo o Metrópoles, um dos suspeitos estava devendo a quantia a vítima, que estava envolvida com empréstimos financeiros, como apontam as investigações.

Ainda conforme a publicação, a profissional de saúde trabalhava com mais dois homens, que captavam clientes, cobravam 50% de juros e repassavam 30% para a vítima. Os suspeitos, o chapeiro Ramon Santos Xavier, 26 anos, e Manoel, 24, já foram presos. Todavia, existe a possibilidade de um terceiro envolvido no crime, conhecido como ‘Nego’.

Vale ressaltar que o chapeiro passou a acumular dívidas em razão de problemas com cobranças. A partir disso, a vítima, no dia 27 de julho, se encontrou com os homens, no Riacho Fundo, para receber parte do valor. Na ocasião, ‘Nego’ estaria armado e teria simulado um assalto.

Entretanto, após 8 dias da ação, a polícia localizou, nesta quarta-feira (3), o corpo da técnica de enfermagem, na região de Brazlândia. A mulher foi executada com um tiro na cabeça. O carro da vítima não foi encontrado.

Veja vídeo

De acordo com investigadores da 29ª Delegacia de Polícia (Riacho Fundo), os dois presos acabaram autuados em flagrante por ocultação de cadáver e responderão também por homicídio qualificado e roubo de veículo.

O advogado criminalista Sérgio dos Anjos representa Ramon Xavier - o principal suspeito do assassinato de Danyanne – afirmou que: “ele nega tudo veementemente”.
Danyanne era viúva e deixa dois filhos, de 11 e 13 anos.

Classificação Indicativa: Livre