Política

CMS: Marcelle e Ana Rita batem boca e sessão é encerrada nesta quarta

Os agentes de saúde acusam Ana Rita de ter invadido a casa de um deles e terem levado um cachorro sobre acusação de maus tratos

Publicado em 16/05/2017, às 15h55    Vagner Souza / Bocão News    Victor Pinto

O protesto dos agentes de saúde na Câmara de Salvador na última terça-feira (15) rendeu e muito na sessão desta quarta-feira (16). A vereadora Ana Rita Tavares (PMB) subiu a tribuna da Câmara para acusar a vereadora Marcelle Moraes (PV) de se aproveitar da situação.

O clima foi tão quente que o presidente da Casa, vereador Léo Prates (DEM) encerrou a sessão mais cedo que o previsto.

Os agentes acusam Ana Rita de ter invadido a casa de um deles e terem levado um cachorro sobre acusação de maus tratos.

Ana Rita explica que esteve na casa do agente, pois possuía uma decisão judicial. “Há uma decisão judicial do juiz, a que eu tenho cópia aqui (...). O cachorro era mau tratado, tinha crime de maus tratos. Eu acompanhei o oficial de justiça. Agora a vereadora Marcelle Moraes se aproveita da plataforma dos animais. Isso é uma deslealdade o que ela fez, pois eu sou uma pessoa séria”, disse no discurso.

Logo em seguida Marcelle reagiu.  “Nem aqui na sessão ela vem. Então gostaria que a senhora se respeite e vá trabalhar. A senhora não tem moral para falar de ninguém. Quem fala da senhora é o ministério público que a senhora deu cheque sem fundo. Uma ex-assessora lhe denuncia por maus tratos com animais. Quem tá falando é ministério público. Eu tive o dobro da votação da senhora, se a senhora não é amada pelo público animal”, acusou.

Após o bate-boca no tempo regimental a sessão caiu.

Veja vídeos: 

Classificação Indicativa: Livre