Política

ACM Neto: a Lava Jato pode tirar Rui e Wagner, não a mim

Prefeito respondeu ao vereador José Trindade, que vê na operação um obstáculo para a candidatura de Neto em 2018

Publicado em 29/05/2017, às 12h53    Vagner Souza/BNews    Guilherme Reis

Após o líder da oposição na Câmara Municipal de Salvador (CMS), José Trindade (PSL), ter dito que a Lava Jato poderá barrar a candidatura do prefeito ACM Neto (DEM) ao governo do Estado, o democrata foi enfático ao dizer que “a Lava Jato pode tirar Rui e Wagner, não a mim”.

Neto participou, na manhã desta segunda-feira (29), do lançamento do programa Salvador 360, no hotel Sheraton da Bahia, onde também comentou a crise política. Nesta terça-feira (30), ele voltará a Brasília onde terá nova reunião com correligionários e aliados. “Quem está me vendo lançar esse plano Salvador 360 sabe que estou preocupado com Salvador. Não é um plano de curto prazo nem com objetivos eleitoreiros. É claro que como político nunca deixamos de conversar sobre o futuro, mas a minha preocupação está com o presente, garantindo que tudo funcione”, disse, desconversando sobre a possibilidade de se candidatar ao governo do Estado em 2018.

“É importante dizer, o tempo do cidadão não é o tempo das articulações políticas. O cidadão não quer falar de eleição. A eleição vai ser vivida no ano que vem”, acrescentou. 

Classificação Indicativa: Livre