Política

Procurador preso está em sala especial no DF

Interlocutores do procurador dizem que ele estaria propenso a fazer delação premiada, mas com a PF

Publicado em 14/06/2017, às 09h27        Redação BNews

Desde que foi preso, o procurador Ângelo Goulart Villela ocupa uma sala do Estado-Maior da PM do Distrito Federal. Não se trata de uma cela, com grades, mas quase de um quarto, com porta, cama com colchão e armário para guardar as duas mudas de roupa a que tem direito. Banheiro e televisão são de uso coletivo. Bem diferente da Papuda, que recebeu outros presos acusados pelo delator Joesley Batista. Se a PF recebeu provas relacionadas a Michel Temer, investigado no mesmo caso, o material apreendido com Villela foi analisado apenas pela PGR.

O procurador-geral, Rodrigo Janot, pediu um relatório sobre a condição prisional do colega. Interlocutores do procurador dizem que ele estaria propenso a fazer delação premiada, mas com a PF.

O chefe da Associação Nacional dos Procuradores da República, José Robalinho, diz que não há regalias porque Villela, por ser procurador, tem direito a condições especiais. O comando da PM diz que na sala ficam presos formados em Direito e autoridades.

Classificação Indicativa: Livre