Política

2 de Julho: Margareth Menezes rebate cobrança de Bruno Reis sobre investimentos para cultura em Salvador

Joilson César / BNews
Prefeito cobrou do governo federal um maior repasse para a cultura de Salvador  |   Bnews - Divulgação Joilson César / BNews

Publicado em 02/07/2024, às 11h49   Cíntia Kelly e Daniel Serrano



A ministra da Cultura, Margareth Menezes, comentou, nesta terça-feira (2), sobre as cobranças feitas pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), sobre o repasse de investimentos para a cultura da capital baiana através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp 

Mais cedo, Bruno Reis pediu que o governo federal fizesse mais investimentos em Salvador por conta da relevância cultural da capital baiana.

Em conversa com a imprensa durante o Desfile Cívico, a ministra garantiu que todos os estados do Brasil estão sendo contemplados pelo governo federal através da Lei Aldir Blanc e os investimentos serão feitos até 2027.

“Nós temos a lei Aldir Blanc que desde 2023 está regando todos os estados do Brasil, inclusive a Bahia, foram quase R$ 200 milhões [repassados] para a Bahia. Então, a Bahia está sendo irrigada assim como todos os estados do Brasil, 100% dos estados, 97% das cidades brasileiras estão recebendo transferência direta do governo federal para todos os estados do Brasil. A Bahia também sendo contemplada”, disse.

Sobre uma eventual conversa com Bruno Reis para tratar do tema, Margareth desconversou. “Estamos aqui no 2 de julho, eu vi hoje pela manhã o prefeito participando do assentamento da bandeira junto com o governador, essa é uma data magna, está todo mundo junto, eu que isso que é importante”.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp