Política

Greve de ônibus: Neto diz que não vai coibir o movimento de “catraca livre”

Gilberto Júnior / BNews

Prefeito comentou decisão dos rodoviários de orientar a população a não pagar a passagem

Publicado em 22/05/2018, às 17h36    Gilberto Júnior / BNews    Juliana Nobre e Tamirys Machado

A prefeitura de Salvador não vai coibir o movimento de “catraca livre”, lançado pelos rodoviários após Assembleia Geral na tarde desta terça-feira (22). Os rodoviários decretaram greve por tempo indeterminado a partir da meia noite desta quarta-feira (23).  

Apesar disso, o prefeito ACM Neto (DEM) disse que não vai estimular o movimento. “Veja, é um direito que os rodoviários têm. Quem sabe com isso os empresários se conscientizem que não podem querer sair de uma negociação como essa sem, pelo menos, fazer algum tipo de concessão aos trabalhadores e sim respeitar o poder do município de regulação e mediação desse processo. É óbvio que não caberia a mim como prefeito estimular esse movimento, mas também a prefeitura não vai coibir esse movimento”, disse o prefeito ACM Neto, durante coletiva de imprensa. 

O gestor municipal afirmou ainda que vai impor penalidades as empresas que descumprirem o funcionamento da cota mínima exigida pela justiça, de 30% dos ônibus. “Nós vamos avaliar a garantia que os ônibus possam circular. A prefeitura tem o poder de impor penalidades aos donos das empresas, se por acaso o ônibus não circular por uma omissão da empresa, a prefeitura vai lá e multa. Se a não circulação do mínimo previsto for em função de um impedimento dos rodoviários, caberá a própria justiça do trabalho garantir a aplicação das penas com multa já pré-estabelecidas. A prefeitura vai fazer valer o poder de regulação. 

Matérias relacionadas: 

Empresários apresentam proposta de reajuste de 1,69% a rodoviários, diz Fábio Mota

Justiça determina manutenção de 50% da frota de ônibus durante greve dos rodoviários em Salvador

Catraca livre: ônibus podem circular de graça durante greve a partir desta quarta (23)
Em assembleia geral, rodoviários oficializam greve a partir desta quarta-feira (23)

Classificação Indicativa: Livre