Política

Luiz Caetano ganha prêmio em Camaçari

Imagem Luiz Caetano ganha prêmio em Camaçari

Prefeito foi homenageado pelo Grupo Gay da cidade pela criação da Secretaria de Cidadania e Inclusão

Publicado em 25/09/2011, às 23h40        Redação Bocão News

O prefeito Luiz Caetano foi homenageado, na noite de sábado (24/09), com o prêmio Cidadania, Direitos Humanos e Prevenção à Aids - Dr. Eduardo Barbosa. A homenagem, concedida pelo GGC (Grupo Gay de Camaçari), é um reconhecimento pela criação da Secin (Secretaria de Cidadania e Inclusão) e pela implantação da coordenação de Políticas Públicas LGBT. A 10ª edição da premiação aconteceu na Câmara Municipal de Camaçari.  

Na ocasião, o prefeito foi representado pelo secretário da Administração, Ademar Delgado, que também recebeu o prêmio pelo apoio às ações voltadas para a população que vive em situação de vulnerabilidade. Lisonjeado com a homenagem, Ademar Delgado lembrou que a administração municipal promove uma política inclusiva e reconhece todo cidadão de forma igualitária.

O diretor-adjunto do Departamento Nacional de DST/Aids do Ministério da Saúde, que emprestou o nome ao prêmio, Eduardo Barbosa, acredita que as políticas públicas realizadas em  Camaçari são exemplos para o Brasil. Ele ainda acrescentou que sente orgulho em batizar um troféu “que rende homenagens à pessoas e entidades que promovem o avanço das políticas inclusivas no país”.

Para o presidente do GGB (Grupo Gay da Bahia), Marcelo Cerqueira, que também foi homenageado, a criação da coordenação de Políticas Públicas LGBT e o fato de a mesma ser coordenada por um representante do movimento, coloca Camaçari à frente dos outros municípios brasileiros.

Os 10 anos de existência do GGC foram lembrados pelo presidente, Paulo Paixão, que agradeceu a colaboração de todos que contribuíram para que a entidade e o Grupo Anti-Aids de Camaçari tenham se tornados referências no Estado.

O GGC ainda premiou os secretários da Cidadania e Inclusão, Carlos Silveira, do Desenvolvimento Social, Jailce Andrade, e da Saúde, Camilo Pinto, a deputada estadual, Luiza Maia (PT), vereadores de Camaçari e de Salvador, representantes da polícia Civil e Militar, da classe artística, da área de comunicação e jurídica, assim como representantes de Organizações Não Governamentais (ONGs) e da Sociedade Civil (OSC). No total, 39 pessoas que contribuíram com o trabalho de combate à homofobia foram homenageadas.

Classificação Indicativa: Livre