Política

Medrado diz que não “bancou” Alcindo no PT

Imagem Medrado diz que não “bancou” Alcindo no PT

Deputado também garante que candidatura a prefeito de Salvador está mantida

Publicado em 07/10/2011, às 09h31        Daniel Pinto

Nos bastidores do poder, a filiação do vereador Alcindo da Anunciação ao PT foi vista como uma “jogada” do deputado federal Marcos Medrado (PDT), que teria articulado um acordo com Nelson Pelegrino (PT) com vistas à disputa pela prefeitura de Salvador em 2012. Medrado - que também figura no “rol” dos pré-candidatos - abriria mão de concorrer ao Thomé de Souza em troca de algumas benesses do governo Wagner. E, de quebra, garantiria apoio para o projeto de reeleição do seu “afilhado” político. Em troca, teria que embarcar de “cabeça e alma” na campanha do candidato petista.

Em conversa com a reportagem do Bocão News, o deputado federal contou outra história. “Acho que Alcindo devia estar no PT há muito tempo. Ele é muito chegado a uma discussão, assim como o partido. Não banquei nada. Apenas fiz um intermédio para facilitar as coisas. Se ele foi aceito foi por méritos próprios. Mas, Pelegrino não tem nada a ver com isso tudo. Não conversei com ele sobre esse e nem sobre nenhum outro assunto”.

Apesar de ressaltar que também está debaixo do “guarda-chuva” do governo Wagner, Marcos Medrado garantiu que, por enquanto, mantém o projeto de ser prefeito da capital baiana. “Não existe essa história de retirar candidatura. Essa é uma decisão partidária. Mas, lógico que se no ano que vem meu nome não emplacar, não vou me lançar numa aventura. Deste modo, não me resta outra alternativa a não ser apoiar o candidato da base aliada”.

Foto: Política Hoje

Classificação Indicativa: Livre