Política

Fifa exclui Salvador da Copa das Confederações

Há quem diga que a urucubaca do PCdoB falou maisalto

Publicado em 21/10/2011, às 10h12        Redação Bocão News

Não pegou bem para o governo da Bahia o anúncio da Fifa, nesta quinta-feira (20), sobre as subsedes da Copa de 2014 e da Copa das Confederações. Criou uma secretaria especial para a Copa, a Secopa, comandada por Ney Campelo, alardeou aos quatro cantos que a Fonte Nova era o estádio com a reconstrução mais avançada do País, fez a campanha Abre a Copa Salvador e realizou seminários em locais distantes do palco dos acontecimentos, como Juazeiro, e Conquista. Apesar de todo o esforço, Salvador ficou de fora da lista das cidades que receberão a Copa das Confederações, em 2013, pela qual brigou para sediar a abertura. A decisão da Fifa não foi por conta de atraso nas obras da Fonte Nova, tendo em vista que o Itaquerão, em São Paulo, último a iniciar as obras, vai sediar a abertura da Copa. Ao que parece, mais uma vez prevaleceu o poder econômico e político. Segundo a coluna de Levi Vasconcelos, pelo que foi posto e pelo que aconteceu, não é difícil supor que em 2014 salvador terá três jogos de seleções sem expressão. Há quem diga que a urucubaca que está solta no PCdoB, partido do ministro do Esporte e do secretário da Secopa, foi transferida para a Fifa.

Classificação Indicativa: Livre