Política

Diogo Medrado minimiza críticas de desvalorização do governo aos blocos afro

Bruno Luiz

"Tem o programa, existe e basta as entidades podem se programarem”, disse

Publicado em 04/03/2019, às 12h44    Bruno Luiz    Fernanda Chagas e Victor Pinto

O presidente da Bahiatursa, Diogo Medrado, rechaçou as críticas feitas por algumas entidades do movimento negro de desvalorização dos blocos afro no Carnaval de Salvador. Medrado, na tarde desta segunda-feira (4), lembrou da instituição do Carnaval Ouro Negro, originário do governo Wagner. “É um programa que é gerido pela secretaria da Cultura. Se você tiver tudo que é exigido que você dificilmente ficaria sem receber a verba. Tem o programa, existe e basta as entidades podem se programarem”, disse.

Classificação Indicativa: Livre