Política

“Bolsonaro comprou mais imóveis do que aprovou projetos”, afirma Guilherme Boulos

Reprodução/YouTube

Declaração foi dada em entrevista, nesta sexta-feira (24)

Publicado em 24/01/2020, às 16h30    Reprodução/YouTube    Redação BNews

O coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo sem Medo, Guilherme Boulos, afirmou, nesta sexta-feira (24), que o presidente Jair Bolsonaro comprou mais imóveis do que aprovou projetos, durante o tempo em que foi deputado federal.

“As pessoas têm toda razão de estarem indignadas com o sistema político brasileiro, que apodreceu. Bolsonaro se vendeu, de forma farsante, como alguém que veio de fora desse sistema. Ele não veio de fora. Ele ficou 28 anos como deputado, improdutivo. Ele comprou mais imóveis, quando era deputado, do que aprovou projeto. Ele aprovou 2 projetos e comprou 4 imóveis”, disse Boulos, em entrevista ao radialista Mário Kertész, no Jornal da Metrópole no Ar, da rádio Metrópole.

“Hoje está aparecendo todo tipo de ligação e esquema dele com milícias, ‘rachadinha’ em gabinete do filho dele... Ele veio do esgoto da política e se vendeu como uma novidade. As pessoas estavam com um sentimento de desesperança e medo, ele surfou nessa onda, apoiado pelo grande empresariado que fez disparos em massa pelo WhatsApp”, continuou.

Questionado por Mário Kertész se o governo Dilma não colaborou para a eleição de Bolsonaro, Boulos concordou e disse que grande erro do governo do PT foi não ter feito uma reforma política no Brasil.

“O sistema político brasileiro, desde muito tempo, para ter votos no Congresso, você precisa pagar com cargo de ministério e emenda parlamentar. É o mesmo sistema que Bolsonaro está fazendo. Ele comprou a reforma da Previdência. A começar pelo financiamento eleitoral, que você já se elege com o ‘rabo preso’”, concluiu.

Classificação Indicativa: Livre