Política

"Ou cumpre ou cumpre", resume Bruno Reis sobre decretos estaduais

["Ou cumpre ou cumpre", resume Bruno Reis sobre decretos estaduais]
22 de Fevereiro de 2021 às 11:37 Por: Dinaldo Silva/BNews Por: Brenda Viana e Luiz Felipe Fernandez

Eventualmente criticado pelo adiamento do retorno das aulas presenciais em Salvador, o prefeito Bruno Reis (DEM) ressaltou nesta segunda-feira (22) que os decretos do Governo do Estado se "sobrepõem" aos do município.

Em Vitória da Conquista, a sua colega de partido, Sheila Lemos, vice-prefeita que ocupa o cargo temporariamente enquanto Herzem Gusmão (MDB) segue em recuperação após contrair Covid-19, avisou que a cidade não adotaria o toque de recolher imposto pelo Estado.

"Decreto estadual se sobrepõe ao municipal, o que vale é o estadual, não tem como a prefeitura questionar. Pode dialogar, discutir, tentar flexibilizar, conversar - como temos feito - mas não se sobrepondo, pois o decreto estadual tem uma força", disse Bruno Reis em entrevista coletiva para anunciar a nomeação dos candidatos aprovados nos concursos da Prefeitura, no Palácio Thomé de Souza.

"Ou cumpre ou cumpre", resumiu o demista.

Bruno reiterou que o momento de pandemia exige que as diferenças políticas sejam deixadas de lado em prol da resolução dos problemas, como garante fazer, em parceria com o governador Rui Costa (PT).

"Diferente de Salvador, a eleição em [Vitória da] Conquista foi muito disputada, acirrada, até o segundo turno, mas acabou a eleição. O que as pessoas esperam das autoridades é a união. O sentimento maior hoje é de aflição, angústia, preocupação", advertiu o prefeito, que disse que vai à Brasília em busca de recursos para investir no enfrentamento à doença. 

Nesta terça-feira (23), o prefeito da capital baiana tem encontro marcado com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Em menos de duas semanas, lembra Bruno Reis, Salvador viu a taxa de ocupação dos leitos saltar de 65% para 80%, em razão da "nova cepa" de coronavírus, que surgiu no norte do país e tem se espalhado por diversos estados.

"Diante desta realidade, não há outro caminho que não adotar medidas que estamos adotando e ter espírito público para enfrentar este adversário tão difícil que é o coronavírus", declarou.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar