Política

Indicado por Bolsonaro para presidir a Petrobras, Luna é aconselhado a dar sinais ao mercado

Nagamine/Fiesp/Divulgação

Publicado em 23/02/2021, às 06h26    Nagamine/Fiesp/Divulgação    Redação BNews

O general Joaquim Silva e Luna, indicado por Jair Bolsonaro para assumir a presidência da Petrobras, foi aconselhado por amigos a dar uma sinalização ao mercado de que deve manter a decisão de vender as refinarias, de acordo com a coluna do Estadão. 

Hoje, oito estão em negociação, duas em estágio mais avançado. Ainda segundo a coluna, essa é uma das maiores preocupações do mercado financeiro, após a intervenção de Jair Bolsonaro na petroleira. 

O entorno do general tenta, em sentido contrário, reforçar a ideia de que ele foi indicado por ser gestor sensato e equilibrado, não um militar estatista.

Apreensivo com repercussões de suas declarações a partir de agora, uma vez que ainda precisa ser confirmado pelo conselho da Petrobras, Silva e Luna, por ora, acha que ainda é cedo para manifestar posição sobre o assunto.

Silva e Luna foi ministro da Defesa quando ocorreu a greve dos caminhoneiros no governo de Michel Temer. Ele conhece bem e tem certa interlocução com a categoria.

Classificação Indicativa: Livre