Política

Fábio Faria acusa colunista do Globo de mentir em nota sobre ex-presidente da Petrobras

Montagem/Reprodução/Carolina Antunes

Segundo Merval, ele teria recusado um pedido do Planalto para que colocasse "R$ 100 milhões em publicidade nas redes de televisão Record, do bispo Macedo, e SBT, de Silvio Santos"

Publicado em 23/02/2021, às 15h51    Montagem/Reprodução/Carolina Antunes    Redação BNews

O secretário de Comunicação, Fábio Faria, acusou o colunista Merval Pereira, do jornal O Globo, de mentir em uma dos seus textos, publicado no último domingo (21).

A nota na coluna diz que o ex-presidente da Petrobras, Castello Branco, tinha algumas rusgas com o atual governo de Bolsonaro. Segundo Merval, ele teria recusado um pedido do Planalto para que colocasse "R$ 100 milhões em publicidade nas redes de televisão Record, do bispo Macedo, e SBT, de Silvio Santos", além de tentarem lhe convencer de participar de um esquema para garantir que empresas privadas comprassem vacina - o que não foi para frente. 

Em texto publicado nesta terça-feira (23), Merval postou a sua "explicação", em resposta ao tuíte de Fabio Faria, que é genro de Sílvio Santos, o dono do SBT.

Merval afirmou não citou Faria na nota e que o próprio Castello Branco confirmou a informação sobre o pedido, mas que não tinha sido direcionado a nenhuma emissora. O colunista alfinetou o secretário e disse que, "pelo linguajar chulo", ele explicou o motivo de estar no govero de Jair Bolsonaro.

Segundo o jornalista, Faria também provou que nunca teve nenhum controle sobre o secretário-executivo da pasta, Fábio Wajngarten, que de acordo com Merval é o verdadeiro "autor da tentativa frustrada pela recusa do demitido presidente da Petrobras".

Classificação Indicativa: Livre