Política

TV Cultura é obrigada a publicar salário de apresentadores do Roda Viva

[TV Cultura é obrigada a publicar salário de apresentadores do Roda Viva]
22 de Maio de 2021 às 21:09 Por: Divulgação Por: Folhapress

A Fundação Padre Anchieta foi obrigada a divulgar a remuneração mensal dos apresentadores dos últimos dez anos do programa Roda Viva, da TV Cultura, após um pedido feito via Lei de Acesso à Informação.

A solicitação dos dados foi feita em março do ano passado pelo jornalista Luiz Fernando Toledo e foi recusada nas duas primeiras instâncias.

A justificativa para negar o pedido era de "confidencialidade em contratos de interesse comercial".

No período, cinco apresentadores passaram pelo programa –o colunista da Folha Mario Sergio Conti, Augusto Nunes, Ricardo Lessa, Daniela Lima e Vera Magalhães, que ocupa o cargo atualmente.

Segundo os dados, Conti teve uma remuneração mensal de R$ 56 mil entre 2011 e 2013. Augusto Nunes recebeu R$ 30 mil até 2015 e R$ 25 mil entre 2015 e 2018. Ricardo Lessa e Daniela Lima tiveram vencimentos de R$ 20 mil de 2018 a 2019 e de 2019 a 2020, respectivamente.

No cargo desde o ano passado, Vera Magalhães tem salário de R$ 22 mil.

O pedido foi aceito somente ao chegar à Comissão Estadual de Acesso à Informação, e os números foram recebidos neste sábado (22) pelo jornalista, que publicou os valores em seu perfil do Twitter.

No pedido de recurso, Toledo, que é diretor da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) e editor do Organized Crime and Corruption Reporting Project, argumentou que os dados não eram sigilosos e que, inclusive, já haviam sido divulgados.

Isso porque os deputados estaduais paulistas Gil Diniz (sem partido) e Douglas Garcia (PTB) publicaram, em 2020, a informação falsa de que a remuneração de Vera Magalhães era de R$ 500 mil mensais. O valor real do salário, de R$ 22 mil, foi divulgado depois pela jornalista e pela Fundação Padre Anchieta.

A própria apresentadora publicou em sua conta no Twitter o valor do seu salário em março do ano passado. "Meu salário é de R$ 22 mil reais, deputada", escreveu, em resposta à deputada federal Bia Kicis (PSL-DF). "O mesmo que recebia na Jovem Pan. Fui convidada para assumir o Roda Viva, mais tradicional programa de entrevistas da TV brasileira. Em breve vamos divulgar o salário de todos os âncoras que me antecederam."

"Peço a todos os de boa-fé que virem a fake news do 'meio milhão de reais' que compartilhem o fac-símile do meu contrato. O que fizeram foi somar dois anos de duração do contrato para me difamar. Todos serão processados", escreveu Magalhães na mesma data.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar