Política

PP conversa com deputados dissidentes do PDT: "o partido está aberto"

Reprodução/Redes Sociais

Publicado em 15/09/2021, às 18h11    Reprodução/Redes Sociais    Pedro Vilas Boas

Lideranças do PP da Bahia se encontraram recentemente com deputados baianos do PDT que não estão em consonância com os rumos que o partido está tomando, após rompimento com o governador Rui Costa (PT). Depois de se reunir com os deputados Alex Santana (federal) e Samuel Jr (estadual), o vice-governador do estado, João Leão (PP), também se encontrou com o deputado estadual Euclides Fernandes (PDT). "Que visita maravilhosa do meu amigo, deputado estadual Euclides Fernandes. Conte comigo para trabalhar por uma Bahia melhor", escreveu Leão, nas redes sociais.

Santana e Samuel estão prestes a serem expulsos pelo presidente do PDT na Bahia, deputado federal Félix Mendonça Jr, por apoiarem e participarem das manifestações do 7 de Setembro em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Já Fernandes, tenta se manter na base de Rui depois da mudança de orientação do partido, que está ao lado de ACM Neto (DEM).

Outro deputado estadual do PDT que pode deixar a sigla é Roberto Carlos, mas este ainda não se reuniu com o vice-governador João Leão. O motivo também seria a manutenção do apoio ao governador.

As reuniões do PP com deputados do PDT acontecem em meio à possível saída de filiados. Especula-se que Júnior Muniz, Jurandy Oliveira, Dal e Robinho deixem a sigla. Esse último, inclusive, já anunciou o rompimento com Rui Costa.

Coligações

Ao BNews, o secretário-geral do PP na Bahia, Jabes Ribeiro, disse que o partido está aberto a conversar com quem o procura. "Evidente que todas as conversas passam por análise do que representa a entrada pro partido, considerando que temos que ter cuidado com os que já estão no partido", pondera.

Ribeiro também diz que aguarda a decisão do Senado sobre a volta das coligações proporcionais para avançar nas negociações. Especula-se que os senadores rejeitem o trecho da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê a volta das coligações para deputados estaduais, federais e senadores. Os congressistas têm até início de outubro para que a decisão sobre o tema seja válida já nas eleições de 2022.

Outro nome que pode desembarcar no PP é o de Fábio Vilas-Boas, ex-secretário da Saúde da Bahia. Como o BNews noticiou, ele também aguarda a definição sobre as coligações para tomar a decisão sobre filiação e conversa, pelo menos, com outros quatro partidos.

Classificação Indicativa: Livre