Política

Oposição faz ato em frente à Câmara contra Plano de Concessões da prefeitura

Divulgação

Proposta está prevista para ser votada hoje

Publicado em 08/11/2021, às 15h34    Divulgação    Redação BNews

O PL 305, que cria o Plano Integrado de Concessões e Parcerias de Salvador e está na pauta de votação desta segunda-feira (8) na Câmara Municipal de Salvador, é alvo de polêmica.  Nesta tarde, vereadores da oposição realizaram um ato contra a proposta. 

Líder da bancada oposicionista, a vereadora Marta Rodrigues (PT), disse que o ato foi uma demanda não só da população, mas também de entidades e movimentos sociais que repudiam o PL, tido, segundo ela, como violento contra a capital baiana. “É um projeto nocivo para a população pobre, que entrega o patrimônio público a iniciativa privada. Este PL chegou à Casa sem nenhum estudo técnico, de maneira totalmente discricionária, entregando a iluminação pública, cemitérios, parques municipais, entre outros bens públicos, para a iniciativa privada”, disse. 


Relacionadas:
Câmara de Salvador debate projeto que deve ampliar parcerias com iniciativa privada 
PT de Salvador vê "neoliberalismo" em projeto da prefeitura 
Bruno Reis envia para Câmara projeto que cria espécie de 'banco público' em Salvador

Ainda conforme a petista, outro ponto grave do PL foi a inclusão do que os vereadores consideram ‘jabuti’, que é o ato de inserir emendas desconexas ao objetivo do PL. “Esse jabuti altera no PDDU área de proteção ambiental e de recursos ambientais para a especulação imobiliária na região da Orlando Gomes. São muitos equívocos graves, dentre eles, privatizar os cemitérios públicos numa cidade pobre e carente com Salvador. São muitos serviços públicos essenciais que podem ser entregues arbitrariamente para a iniciativa privada. É um desmonte da cidade”, declarou. 

Ainda conforme os vereadores, o PL não atende aspectos constitucionais, legais e regimentais necessários para seu regular trâmite na Casa. “O PL contraria os princípios de uma gestão tributária responsável e os instrumentos mínimos previstos na lei geral municipal de concessões”, afirmou Marta. 


Leia Mais
BNews COP26: Bruno Reis apresenta ações de Salvador no combate às mudanças climáticas

Participaram do ato os vereadores Maria Marighella (PT), Tiago Ferreira (PT), Silvio Humberto (PSB), Augusto Vasconcelos (PCdoB) e o mandato coletivo Pretas por Salvador, formado por Laina Crisóstono e as co-vereadoras Cleide Coutinho, Gleide Davis (PSOL). O deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) também marcou presença no evento, assim como o  presidente do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador, Everaldo Braga. 

Leia também

Bolsonaro bateu o martelo e deve anunciar ingresso no PL até esta terça-feira

Pesquisa mostra que ACM Neto venceria eleição contra Jaques Wagner no primeiro turno

Classificação Indicativa: Livre