Política

Governo assina convênio para reforma e ampliação de aeroportos

Roberto Viana/Bocão News

Terminais de Salvador, Barreiras e Vitória da Conquista foram contemplados

Publicado em 11/01/2013, às 08h05    Roberto Viana/Bocão News    Lucas Esteves (Twitter: @lucasesteves)

Após a garantia de que um recurso de quase R$ 200 milhões, o Governo do Estado assinou enfim convênio com o Governo Federal para que os aeroportos de Salvador, Barreiras e Vitória da Conquista sofram obras de ampliação e reforma e impulsionem o desenvolvimento de suas economias. A cerimônia de assinatura do convênio ocorreu na tarde desta quinta-feira (10) na Governadoria, no CAB, e contou com a presença do governador Jaques Wagner, os prefeitos das três cidades – ACM Neto, Guilherme Menezes e Antônio Henrique – e representantes da Infraero.
Ao todo, a capital terá recursos de R$ 87 milhões, enquanto Vitória da Conquista terá R$ 60 mi. Barreiras teve a menor cota, de R$ 48 milhões, ao passo que outras medidas, como compras de veículos que terão capacidade de combater fogo nas pistas de pouso e outras atribuições também tiveram recursos assegurados. Os recursos são provenientes de um pacote amplo de investimentos do Governo Federal anunciado no último dia 20 de dezembro. Há também contrapartida de recursos do próprio Governo do Estado.
De acordo com o secretário executivo da Aviação Civil, Guilherme Ramalho, ainda há planos de que outros R$ 500 milhões sejam aplicados somente na Bahia para que outros 20 aeroportos regionais no estado ganhem estrutura suficiente para que haja maior integração entre as diferentes zonas econômicas da Bahia. O governador Wagner avaliou que o investimento é uma “atitude corajosa” do Governo Federal e que é fácil notar que na aviação brasileira há uma falha na atenção do desenvolvimento do fluxo de passageiros via oeste e leste, o que obriga um freio do desenvolvimento sócio-econômico.
ACM Neto, prefeito de Salvador, afirmou que a chegada dos recursos é uma nova oportunidade da capital se qualificar para que haja uma exploração correta e proveitosa do advento da Copa do Mundo, além de otimizar o turismo, uma das principais atividades econômicas da cidade. “Em Salvador, 80% de nossa economia gira em torno do serviço e um grande instrumento do serviço é o turismo. Temos que qualificar a cidade para reunirmos as condições de receber bem o turista. Não adianta termos só um belo aeroporto. Temos de ter uma cidade à altura de seu aeroporto”, avaliou.
 Já os gestores do interior comemoraram o que classificaram como um desejo de décadas de idade. Em Barreiras, por exemplo, o prefeito Antônio Henrique afirma que há mais de 20 anos se espera investimento semelhante e que, com isto, o município, que é o maior produtor de grãos do Norte-Nordeste, poderá ter novas frentes de expansão. “Éramos quase isolados. Agora, com isto, poderemos pleitear uma grande expansão, que também será completa com a construção de novas estradas e reforma das mais antigas”. 

Publicada no dia 10 de janeiro de 2013, às 16h12

Classificação Indicativa: Livre