Política

UPB: entidade envia nota se isentando de faixa do 'hoyts'

Imagem UPB: entidade envia nota se isentando de faixa do 'hoyts'

A Coordenação Jurídica da UPB está trabalhando para descobrir o autor das faixas

Publicado em 29/01/2013, às 19h03        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Depois da repercussão da faixa que a União dos Municípios da Bahia (UPB) teria divulgado com a mensagem: “A presidenta da União dos Municípios da Bahia, Maria Quitéria, e os prefeitos baianos presentes na luta dos hoyts (sic) pela Bahia e pelo Brasil”, a  presidente da instituição, Maria Quitéria, (PSB), prefeita de Cardeal da Silva, alegou que não sabia sobre a publicação e soltou nota justificando.

Leia na integra: 

A Diretoria da UPB informa que alguém utilizou do nome da instituição municipalista da Bahia para distribuir faixas e informes sobre royalties, FPM, ICMS e outros temas de interesses dos gestores em Brasília no Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas - Municípios Fortes, Brasil Sustentável, promovido pelo governo federal, de 28 a 30 de janeiro, e coordenado pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República. 


Além de não ter autorização da diretoria da UPB, as faixas estão com diversos erros ortográficos, fora do padrão gráfico, entre outros defeitos,  o que prejudica mais ainda a imagem UPB. “Não sei quem foi o autor dessas faixas. A ideia pode até parecer louvável, pois está defendendo bandeiras de interesse de todos os municípios, mas além de tantos erros ortográficos e gráficos, em nenhum momento fomos consultados sobre nosso aval para tal veiculação delas, ainda mais aqui em Brasília. Não podemos ser responsabilizados por algo que não é de nossa autoria”, afirma a presidenta da UPB, a prefeita Maria Quitéria. 


A prefeita Maria Quitéria ainda explicou que, “todo material gráfico da UPB obedece a padrões gráficos e precisa ser aprovado pela diretoria. Todos que conhecem nossos trabalhos gráficos sabem que jamais seriamos os autores de tais faixas”.

A Coordenação Jurídica da UPB está trabalhando para descobrir o autor das faixas e fazer com que o mesmo responda judicialmente pelo ocorrido.

Nota originalmente postada às 21h do dia 28

Classificação Indicativa: Livre