Política

Senado: em nota oficial, PSB critica favoritismo de Renan Calheiros

Imagem Senado: em nota oficial, PSB critica favoritismo de Renan Calheiros

"A sociedade espera dos senadores, além de autocrítica, um compromisso firme com a ética"

Publicado em 30/01/2013, às 15h28        Redação Bocão News (twitter: @bocaonews)

A bancada do PSB no Senado, detentora de quatro cadeiras, divulgou oficialmente nota sobre a eleição do novo presidente da Casa. No texto, o partido critica a opção da maioria pelo multi-alvejado senador alagoano Renan Calheiros. Faz isso sem mencionar o nome do favorito do PMDB. 
"A sucessão de José Sarney (PMDB-AP) ocorre sob um quadro de desgaste da imagem instituciona” do Senado. A sociedade espera dos senadores, além de “autocrítica”, um “compromisso firme com a ética. Além de uma plataforma que resgate a dignidade do Senado, é preciso que o nome do novo presidente esteja associado, perante a opinião pública, a esse ideal de renovação”, diz o documento.
Foi o mais próximo que o partido do neopresidenciável Eduardo Campos conseguiu chegar de uma manifestação anti-Renan. A legenda reage a 48 horas da eleição e se esquiva de citar o nome do seu alvo. De resto, não oferece nenhum nome alternativo nem informa se apoia um dos dois disponíveis: Pedro Taques (PDT-MT) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP).
Assinam a nota do PSB a líder do partido, Lídice da Mata (BA), e os colegas Rodrigo Rollemberg (DF), Antonio Carlos Valadares e João Capiberibe (AP). Manifestaram-se depois de uma reunião com o vice-presidente do PSB federal, Roberto Amaral. Disponível aqui, o texto dos “socialistas” vai reproduzido abaixo:

Classificação Indicativa: Livre