Política

Lessa cobra de Neto meia passagem aos domingos

Imagem Lessa cobra de Neto meia passagem aos domingos

Vereador acredita que promessa de campanha já poderia ter sido implantada

Publicado em 31/01/2013, às 11h33        Marivaldo Filho (Twitter:@marivaldofilho)

Após o primeiro mês, o prefeito de Salvador, ACM Neto, amarga as primeiras dificuldades na gestão de Salvador. Depois da primeira greve de servidores, também começaram as cobranças.  Na opinião do 1º secretário da Câmara Municipal de Salvador, o vereador Arnando Lessa (PT), algumas propostas apresentadas durante a campanha de Neto, tidas como emergenciais, já poderiam ter sido implantadas. Lessa cobra celeridade na implantação da meia aos domingos para a população de Salvador. Para o petista, “só depende de vontade política”.

A viabilização do projeto prometido por Neto “Domingo é Meia” e o “Bilhete Único” – que permite que os passageiros, com apenas uma tarifa, possam usar ônibus, trem ou metrô (quando as obras estiverem concluídas) num período de até três horas – vai beneficiar os usuários do transporte público em Salvador.

Lessa afirmou que, do ponto de vista da eficácia, o funcionamento do “Domingo é Meia” é uma questão de boa vontade e decisão política do prefeito. Para o vereador do PT, o projeto já poderia estar valendo, beneficiando os moradores de Salvador.

Quanto à implantação do Bilhete Único, Lessa concorda com a necessidade de maior analise nos requisitos técnicos e operacionais.

“A prefeitura está ganhando tempo e a população pobre e trabalhadora perdendo benefícios. Insisto: é tudo uma questão de vontade política”, analisou Lessa.

Postada às 09h33 do dia 31/01.


Classificação Indicativa: Livre