Política

Imbassahy diz que projeto da ponte Salvador/Itaparica é eleitoreiro

“É um absurdo que o governo gaste um valor tão elevado por um estudo que não sairá do papel"

Publicado em 03/02/2013, às 09h43        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB) ficou estarrecido com o anúncio da contratação, pelo governo do Estado, com dispensa de licitação, de uma empresa de consultoria para fazer um plano de desenvolvimento sócio-econômico da área de abrangência da ponte Salvador/Itaparica. Pelo estudo, o governo vai pagar a quantia de 40 milhões de reais.

“É um absurdo que o governo gaste um valor tão elevado por um estudo que, ao que tudo indica, não sairá do papel. É tentar induzir a população a cair no conto da ponte”, diz Imbassahy.

Para o deputado, trata-se de mais um projeto eleitoreiro, usado em 2010 e turbinado para 2014. “Eu quero ver projetos viários de impacto, mais investimentos na segurança pública, no sistema ferry-boat, obras de combate à seca, entre outros”, reforça Imbassahy que, no entanto, não é contrário à construção da ponte, mas entende que existem projetos prioritários. “Passados três anos do anúncio do projeto da ponte, contratar uma empresa de consultoria sem licitação, por um valor desses, é inadmissível”, completa o parlamentar.

Nota originalmente postada às 14h do dia 2

Classificação Indicativa: Livre