Política

José Serra continuará no PSDB, divulga Aécio Neves

Imagem José Serra continuará no PSDB, divulga Aécio Neves

Ex-governador chegou muito perto de deixar o partido recentemente para disputar Presidência

Publicado em 03/10/2013, às 06h23        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, anunciou nesta quarta-feira (2) que o ex-governador de São Paulo e duas vezes candidato á Presidência da República José Serra permanecerá no partido. Desde o ano passado o clima de Serra com os tucanos vai de mal a pior e o político já esteve praticamente fora da legenda por algumas vezes.
Quaisquer problemas que Serra tenha tido com o PSDB recentemente, porém, foram sanados e o ex-governador ficará nas fileiras do partido segundo Aécio. O senador mineiro disse que Serra é uma figura indispensável ao partido por sua representatividade e que, na sua opinião, é impossível conceber o PSDB sem a presença do veterano.
“(...) O protagonismo de José Serra no processo político, agora e nas eleições presidenciais que se avizinham, é um fato absolutamente natural e desejável não apenas aos meus olhos, como aos daqueles que buscam uma alternativa ao governo petista”, avaliou Aécio. Apesar disto, o senador foi rápido em dizer que ainda não há decisão sobre o nome que disputará a Presidência no ano que vem.
O deputado federal baiano Antônio Imbassahy comentou a notícia e disse que não é possível ao partido prescindir da liderança de José Serra. Além disto, a permanência do líder nos tucanos se trata de uma demonstração de unidade necessária. Personalidade importante dentro da agremiação, Serra foi fundador e presidente da legenda, desenvolvendo, atividades fundamentais para a consolidação da democracia marcando a sua vida profissional pela integral dedicação à questão pública.
O partido que estava de braços abertos há meses para receber Serra era o PPS. O fiador da nova filiação do paulista era o presidente nacional do partido, deputado Roberto Freire, que circulou com Serra em diversas ocasiões e fez convites oficiais e informais, ao passo em que recebeu do interlocutor uma promessa de que se decidiria até agosto. Como a comunicação jamais chegou, o próprio Freire disse que havia desistido da transação eleitoral no início do mês passado.

Publicada no dia 02 de outubro de 2013, às 15h32

Classificação Indicativa: Livre