Política

Assessor da Casa Civil entrega cargo

Assessor da Casa Civil, Vinícius Castro pediu demissão nesta segunda (13)

Publicado em 13/09/2010, às 15h11        Luiz Fernando Lima

Nesta segunda (13), o assessor da Secretaria-Executiva da Casa Civil, Vinícius de Oliveira Castro, pediu para ser exonerado. Ele enviou uma nota à imprensa em que repudia as acusações realizadas pela revista Veja desta semana, contudo, a revolta não o impediu de entregar o cargo. 

Já a ministra da Casa Civil, Erenice Guerra, utilizou uma estratégia diferente.  Ela solicitou que a Comissão de Ética Pública da Presidência da República instaure um procedimento para investigar a sua conduta. Em ofício encaminhado à comissão, a ministra reafirma a disposição de abrir os seus sigilos bancário, telefônico e fiscal.

Colocou também as mesmas informações do filho, Israel Guerra, à disposição dos investigadores. Erenice acusou a publicação semanal de estar atuando na campanha de modo pouco ético, criando factóides sem ter compromisso com a produção de material jornalístico. De acordo com declarações dela, a reportagem da revista não veiculou suas respostas.

Classificação Indicativa: Livre