Política

Bivar reage após notícia sobre ser vice de Sergio Moro

BNews/Vagner Souza

Luciano Bivar se colocou como pré-candidato à Presidência; movimento é visto com receio

Publicado em 03/12/2021, às 14h56    BNews/Vagner Souza    Henrique Brinco

O presidente nacional do PSL e futuro presidente do União Brasil, Luciano Bivar, falou com exclusividade ao BNews sobre as notícias de que trabalha nos bastidores para ser o vice de Sérgio Moro (Podemos) na corrida presidencial de 2022.

"A gente faz coligação com qualquer outro partido, desde que tenha efetivamente uma similitude no guarda-chuva democrático do Estado de Direito que a gente quer. Qualquer candidato que vier nesse sentido, nos interessa", declarou.

Leia também:

Para a reportagem, o liberal avalia que o ex-juiz "é uma terceira via viável". Indagado se ele tira votos do presidente Jair Bolsonaro, que também deve tentar a reeleição, ele prefere não opinar e diz que o novo partido não pensa nisso.

"Nós não pensamos em tirar votos de Bolsonaro. Pensamos em nascer com a sua própria luz, com a sua própria energia. Esse é o candidato que nós queremos", sinalizou.

Bivar reforçou ainda que o União Brasil, que nasce fruto da fusão entre DEM e PSL, pretende ser o maior partido da República. "Nós cremos que vamos ter uma bancada superior a 70 deputados federais. Acho que vamos ser o maior partido do Brasil", projetou.

No final de novembro, o líder máximo do PSL comunicou ao presidente nacional do DEM, ACM Neto, que pretende se colocar como candidato à Presidência. A fala, inclusive, incomodou Luiz Henrique Mandetta (DEM) - que naquele momento ainda era apresentado como pré-candidato ao Planalto.

O movimento está sendo visto internamente como uma estratégia de Bivar para, na verdade, começar a aparecer mais para ganhar peso e se viabilizar como um possível vice de Moro.

Na Bahia, o PSL já está engajado na campanha de Moro. A deputada federal Dayane Pimentel recebeu o convite para ser a coordenadora da campanha e trabalha para construir um palanque local para o ex-titular da Lava Jato.

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre