Política

Bolsonaro reage a prisão de Milton Ribeiro: "Se prendeu, tem um motivo"

Isac Nóbrega/PR

Apesar da prisão, Bolsonaro ainda afirma não haver corrupção em seu governo.

Publicado em 22/06/2022, às 10h53    Isac Nóbrega/PR    Redação

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou sobre a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, ocorrida na manhã desta quarta-feira (22). "Ele que responda pelos atos dele", disse o presidente, em entrevista à rádio Itatiaia de Minas Gerais. "Se a PF prendeu, tem um motivo", completou.

Dias antes do próprio Milton pedir exoneração da pasta, Bolsonaro havia dito que colocava a ‘cara no fogo’ pela honestidade do então ministro.

 Ainda durante a entrevista, o presidente disse que a prisão representa a liberdade da Polícia Federal durante seu governo e ainda ressaltou que Ribeiro mantinha "conversa informal demais com pessoas de confiança dele" e que isso pode ter o prejudicado.

O presidente também disse que não pode ser responsabilizado pelo caso porque não consegue ter controle sobre todos os ministérios e secretarias do Executivo. "A gente não compactua com nada disso. Agora, não sei qual a profundidade dessa investigação. No meu entender, não é aquela orgânica, porque nós temos os compliances nos ministérios", disse.

Milton Ribeiro foi preso através de mandado expedido pelo juiz federal Renato Borelli, no âmbito da operação "Acesso Pago". A ordem é que o ex-ministro seja levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, para realização de audiência de custódia, prevista para quinta-feira (24).

Além do mandado contra o ministro, estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e outros quatro mandados de prisão, distribuídos pelos estados de Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal. Além disso, há medidas cautelares, como a proibição de contatos entre investigados e envolvidos.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre