Política

Bolsonaro sanciona projeto que limita ICMS sobre combustíveis

Divulgação

Combustíveis e outros bens que o projeto beneficia eram considerados supérfluos

Publicado em 23/06/2022, às 22h09    Divulgação    Redação BNews

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou o projeto que limita o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre itens como diesel, gasolina, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo.

Esses itens passam a ser classificados como essenciais e indispensáveis, o que impede que os estados cobrem taxa superior à alíquota geral de ICMS, que varia de 17% a 18%, dependendo da localidade.

Até então, os combustíveis e outros bens que o projeto beneficia eram considerados supérfluos e pagavam, em alguns estados, até 30% de ICMS.

A sanção foi publicada nesta quinta-feira (23) em edição extra do "Diário Oficial da União (DOU)". Porém, o chefe do Executivo vetou a compensação aos estados para manter os mesmos valores de gastos com saúde e educação de antes da sanção.

Bolsonaro também não vai compensar estados endividados que tiverem perda de arrecadação.

Siga o Tiktok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre